AirPods lideram vendas, mesmo com preço elevado. (Foto: Divulgação)

Segundo pesquisa da CounterPoint, empresa chinesa de análise de dados, a Apple dominou o mercado mundial de fones de ouvido sem fio com sua linha AirPods no terceiro trimestre de 2019. A posição seguinte foi ocupada pela Xiaomi, que subiu dois degraus em relação ao período anterior. O 3º lugar ficou com a Samsung, antes vice-líder no setor, enquanto as 4ª e 5ª colocações foram da JBL e Beats, respectivamente.

Embora a Apple represente a maior participação das vendas globais (45%), ela perdeu 12% da fatia total, em comparação ao segundo trimestre. Parte disso seria devido ao crescimento das vendas do Xiaomi Redmi Airdots na China, um dos principais mercados mundiais, de custo muito inferior ao dispositivo da Maçã.

Qual o maior mercado?

A análise da CounterPoint ainda revelou que foram vendidas 33 milhões de unidades de fones de ouvido sem fio mundialmente apenas no terceiro semestre de 2019. Isso corresponde à receita de US$ 4,1 bilhões e um crescimento de 22% do setor. Nesse sentido, os Estados Unidos representaram o principal mercado global, com 10 milhões de unidades comercializadas. Enquanto a China ficou na posição seguinte, devido ao aumento de 44% no número de vendas de fones wireless no país asiático.

A empresa também ressalta que o lançamento de dispositivos premium na metade do ano — como Apple AirPods Pro, JBL Tune 120 TWS, Beats Powebeats Pro e Microsoft Surface Earbuds — despertou consideravelmente o interesse do consumidor pelos aparelhos Bluetooth. Isso, em adição às comemorações de final de ano, deve impulsionar ainda mais o segmento no quarto trimestre. Assim, a expectativa é que as vendas totais em 2019 alcancem as 120 milhões de unidades.

 

Comentários

AVISO - Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie através do nosso whatsapp 71 99663.6360 ou do email jornalismo@maisregiao.com.br. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal. TERMOS DE USO

mais notícias » Leia também

Publicidade
Publicidade