Técnico, que rejeitou proposta do Avaí, afirmou que quer tomar decisão "com calma" (Foto: Reprodução )

Geninho definirá, nos próximos dias, se ficará no Vitória para a próxima temporada. O técnico quer aguardar o último jogo do Leão pela Série B, neste sábado (30), para tomar a decisão. Também afirmou que precisa resolver alguns problemas pessoais para comunicar, com calma, a escolha. Mas garantiu: quer fazer o anúncio sobre seu futuro o quanto antes.

"Paulo [Carneiro, presidente do clube] se manifestou publicamente e a mim, em uma reunião que tivemos. Eu disse a ele que eu gostaria de definir a situação a partir de segunda-feira (2), quando terminar o campeonato. Eu tenho alguns assuntos a resolver e estou tentando equacioná-los nesta semana para que a gente possa sentar na segunda-feira e tente encaminhar - ou não - a permanência. Eu me dou bem, me sinto bem no Vitória. Mas acho bom colocar as coisas bem postas para que, depois, não haja arrependimento de nenhum dos lados. Gosto de decidir minhas coisas com calma", afirmou Geninho.

Convidado para ser diretor de futebol no Avaí, o técnico descartou a possibilidade. "Não converso com o Avaí sobre esse convite, não é o que quero. Não passa pela minha cabeça sair de treinador para diretor no momento. Pode acontecer no futuro, mas não agora".

O próximo jogo do Vitória será contra o Coritiba, neste sábado (30), às 16h30, no Barradão. Dessa vez, não há pressão ao Leão, já matematicamente classificado para seguir na Série B em 2020. Já o rival precisa de um empate para voltar à elite do futebol brasileiro. De acordo com Geninho, jogar sem uma responsabilidade grande dá um alívio.

"Nós vamos jogar sem aquela faca que tínhamos no pescoço. Já imaginou se tivéssemos que fazer um jogo importante como o de amanhã, contra um adversário forte como é o Coritiba - que quer confirmar seu acesso à primeira divisão - precisando de resultados? Seria uma situação ruim. Graças a Deus, conseguimos nosso objetivo de maneira antecipada - e até sobraram pontos. Então, dará mais tranquilidade, com certeza", falou.

Apesar de não ter mais tanto compromisso com a tabela, o treinador garante que tentará um triunfo. "É um jogo que pode mexer com o campeonato, nos traz uma responsabilidade diferente. De fazer um jogo onde o torcedor veja que o Vitória entrou em campo para ganhar, para fazer seu resultado independente de quem ele vai ajudar ou prejudicar - isso já não é problema nosso. Vamos tentar fazer uma boa partida, onde a gente possa premiar a torcida em nosso último jogo em casa com um triunfo, seria muito bom.Fecharia de uma maneira muito positiva".

Comentários

AVISO - Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie através do nosso whatsapp 71 99663.6360 ou do email jornalismo@maisregiao.com.br. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal. TERMOS DE USO

mais notícias » Leia também

Publicidade
Publicidade