Ela agora acumula 182,9 milhões de membros pagos — 22,8% a mais do que no mesmo período do ano passado. (Foto: Ilustrativa )

A Netflix divulgou nesta terça-feira (21) o relatório financeiro da companhia para o primeiro trimestre de 2020. A pandemia do novo coronavírus continua extremamente preocupante a nível global, mas trouxe ótimas notícias para a empresa, apesar de algumas preocupações para o futuro próximo. 

Nos primeiros meses deste ano, a Netflix acumulou 15,77 milhões de novos assinantes — um recorde trimestral para os últimos anos e mais que o dobro do esperado antes do espalhamento da covid-19. Como mais pessoas estão em casa por causa das medidas de isolamento social, elas aproveitaram para entrar na plataforma e assistir a ainda mais conteúdos. Ela agora acumula 182,9 milhões de membros pagos — 22,8% a mais do que no mesmo período do ano passado.

Ao todo, a receita gerada pelo serviço foi de US$ 5,77 bilhões, algo dentro do esperado pelos analistas. Para o próximo trimestre, a ideia é adicionar mais 7,5 milhões de assinantes. Segundo a Variety, as boas notícias fizeram as ações da Netflix baterem um pico de preço em negociação em Wall Street.

O lado negativo

Entretanto, a situação mundial de risco por causa do novo coronavírus pode prejudicar a empresa no trimestre atual. Afinal, a pandemia ainda não apresenta sinais de enfraquecimento em diversos países, o que pode fazer com que pessoas que estejam sem emprego ou com salário reduzido cortem a assinatura ao menos temporariamente.

Além disso, o fortalecimento do dólar reduziu a receita vinda de mercados internacionais. Por fim, a empresa deve sentir os atrasos de calendário, já que cancelou qualquer produção enquanto a covid-19 for um grande risco. Os gastos para transportar a equipe de atendimento e de outros setores para trabalhos remotos também devem impactar as finanças.

A Netflix está contribuindo para fundos de apoio a trabalhadores do meio audiovisual, inclusive no Brasil, além de reduzir a qualidade das transmissões para aguentar a alta na demanda.

Os grandes sucessos

A empresa ainda revelou algumas estimativas a respeito da audiência, celebrando alguns dos maiores sucessos dos últimos meses. O que mais movimentos as redes sociais sem dúvidas foi a série documental A Máfia dos Tigres, que conta a vida de criadores de grandes felinos nos Estados Unidos com uma série de reviravoltas e bizarrices. Ele chegou até a bater a marca da segunda temporada do fenômeno Stranger Things em audiência nos dez primeiros dias de exibição.

Entretanto, um filme de ação com Mark Whalberg e uma nova temporada de uma série muito popular na América Latina também deixaram a companhia satisfeita. Confira os números:

Troco em Dobro: 85 milhões de espectadores

A Máfia dos Tigres: 65 milhões de espectadores

La Casa de Papel (4ª temporada): 65 milhões de espectadores

Casamento às Cegas: 30 milhões de espectadores

Ozark (3ª temporada): 29 milhões de espectadores

Para os próximos meses, a companhia já tem algumas apostas de produções originais para repetir os altos números: as séries Space Force (com Steve Carell e o mesmo criador de The Office) e Hollywood (de Ryan Murphy), além do filme "Resgate", estrelado por Chris Hemsworth.

Comentários

AVISO - Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie através do nosso whatsapp 71 99663.6360 ou do email [email protected] Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal. TERMOS DE USO

mais notícias » Leia também

Publicidade
Publicidade