Segunda, 20 de Setembro de 2021
(71) 99663.6360
Geral Protestos

Trechos da BR-101 e BR-116 são liberados na Bahia

Caminhoneiros fazem ato pró-Bolsonaro em vários estados, em movimento não unificado

09/09/2021 14h19
Por: Maryane Meira
Acorda Cidade
Acorda Cidade

Depois da BR-116, em Feira de Santana, também foi desbloqueada a BR-101, na altura de Eunápolis, onde acontecia um ato de caminhoneiros manifestando apoio ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido). 

A rodovia foi liberada após negociação conjunta envolvendo as polícias Militar e Rodoviária Federal. Caminhoneiros, após a conversa, retiraram pneus utilizados para impedir o trânsito de carga e de veículos de passeio no KM 713 da rodovia.

Bloqueios, em trechos da BR-116, na cidade de Feira de Santana, também foram desmobilizados mais cedo. 

As forças estaduais e federais seguem em negociação, na BR-101 (nas cidades de Itamaraju e Nova Viçosa), na BR-242 (nas cidades de Barreiras e Luís Eduardo Magalhães), na BR-349 (na cidade de Correntina) e na BR-030 (na cidade de Brumado), onde as paralisações continuam.

Além da Bahia, há atos em Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Paraná, Espírito Santo, Mato Grosso, Goiás, Minas Gerais, Tocantins, Rio de Janeiro, Rondônia. Maranhão, Roraima, Pernambuco e Pará.

O presidente Jair Bolsonaro gravou um áudio pedindo aos caminhoneiros que liberem as estradas do país. Na gravação, Bolsonaro diz que a ação "atrapalha a economia" e "prejudica todo mundo, em especial, os mais pobres". Apesar da mensagem, houve quem duvidasse da veracidade do áudio.

Protesto não unificados
Os atos são feitos por grupos de caminhoneiros, mas não foram convocados por entidades que representam a categoria.  Ao Acorda Cidade, um caminhoneiro afirmou que a falta de unidade nas reivindicações desmobilizou o grupo - nem todos parecem cientes da pauta bolsonarista que tem sido divulgada. 

"Eu estou indo para Juazeiro e só estou aguardando a posição da empresa se eles me liberam, se retorno para empresa, porque muita gente já se revoltou aqui e furou o bloqueio. Inclusive, o pessoal aqui do posto hoje pela manhã já aumentou o preço dos combustíveis. O Diesel que era R$ 4,23, já colocaram para R$ 4,50, a mesma coisa a gasolina que estava de R$ 5,65, já foi para R$ 5,93. Infelizmente ninguém chegou aqui para dizer o motivo da paralisação, quanto tempo iríamos ficar aqui parados, então muita gente está indo embora", disse Jorge Freitas.

Outro caminhoneiro afirmou que também não sabia o motivo da paralisação. "Eu sou motorista de transportadora em geral. Estou indo para o município de Salgueiro e parei aqui ontem por volta de 20h30, mas eu não sei nem informar qual o motivo dessa greve e nem sei informar porque as pessoas estão desistindo da paralisação. Vou aguardar mais um pouco, mas daqui a pouco também irei seguir viagem", disse, sem se identificar.

.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.