Segunda, 20 de Setembro de 2021
(71) 99663.6360
Entretenimento Adeus

Tiago Leifert vai deixar a Globo após o The Voice Brasil

Emissora anunciou saída do apresentador nesta quinta-feira (9); não se sabe quem fica com o BBB a partir de 2022

09/09/2021 20h50
Por: Maryane Meira
Reprodução
Reprodução

Depois de 16 anos na Globo, o apresentador Tiago Leifert não renovou seu contrato com a emissora. Ele vai apresentar a décima temporada do The Voice Brasil na TV Globo até o dia 23 de dezembro. Os novos apresentadores do BBB22 e do próximo The Voice Brasil ainda serão definidos.

Em comunicado, Tiago amadureceu a vontade de deixar as portas abertas para futuras parcerias.

“A ideia de parar surgiu no meio do ano passado e venho conversando com calma com a Globo desde então, esperando o momento ideal. E é agora! A sensação é a de sair da casa dos pais para encarar o mundo. Eu tenho um caso de amor com a Globo. E por isso saio com a absoluta certeza de que posso me dar esse tempo e de que vou continuar sendo bem-vindo aqui a qualquer momento. Meu muito obrigado a todos que estiveram comigo. E em especial ao público, que sempre me acolheu”.

Carreira


O começo foi em 2004 como apresentador e editor na Rede Vanguarda, afiliada da Globo no interior de São Paulo. Depois, Tiago Leifert chegou ao SportTV, em 2006, como repórter e logo virou editor-chefe do Globo Esporte, apresentador e foi o responsável pela mudança no formato do jornal.

Com um estilo único, chamou atenção e foi convidado para alçar novos voos como apresentador da versão brasileira do The Voice, em 2012. Em 2015, assumiu o matinal É de Casa. Esteve à frente, ainda, da Central da Copa, em 2010, 2014 e 2018, e participou do crescimento da franquia The Voice, apresentando a primeira temporada da versão Kids.

Em 2016, trouxe sua paixão pelos games e pelo universo geek para a TV Globo, com o Zero 1. E, em 2017, assumiu um de seus maiores desafios: comandar o Big Brother Brasil.

BBB
Apresentando as últimas cinco edições do BBB, Tiago deixou sua marca não apenas com seus bordões como “fogo no parquinho” e “textão não decide paredão”, mas também pela empatia com os jogadores e na condução de edições históricas – a última garantiu o recorde mundial de votação popular em um reality show.

No Domingão


Por diversas vezes substituiu colegas em seus programas e, mais recentemente, encarou a missão de comandar as tardes de domingo durante uma licença médica de Fausto Silva e, depois, no Super Dança dos Famosos antes da chegada de Luciano Huck.

“Eu cresci aqui, como pessoa e como profissional. Aliás, faz 20 anos que saí de casa para estudar nos EUA com a missão de um dia trabalhar na Globo. Eu consegui muito mais do que imaginava, e estou no momento perfeito, pessoal e profissionalmente, para encerrar esse capítulo que durou duas décadas. Tudo deu certo, foi lindo demais. Saio maduro, sem pressa, feliz e pronto para o mundo que está à minha frente.”

“Aqui dentro construí uma história linda no esporte, onde pude criar novos estilos e narrativas, fazer parte de três Copas do Mundo e uma Olimpíada. No entretenimento, pude estar presente na implementação de quatro formatos e estar à frente de 16 temporadas de realities, uma paixão do Brasil e também minha. Mais lindo ainda foi comandar o ‘Big Brother Brasil’, um fenômeno apaixonante, do qual sempre fui fã, e que teve edições recentes consideradas históricas.”

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.