Quarta, 01 de Dezembro de 2021 04:10
(71) 99663.6360
Geral Dignidade menstrual

Salvador vai distribuir 500 mil absorventes na rede municipal

Serão investidos anualmente cerca de R$700 mil na compra de absorventes

22/11/2021 11h35 Atualizada há 1 semana
Por: Keila Abreu Fonte: Correio 24h
Reprodução/Desconhecida
Reprodução/Desconhecida

A prefeitura de Salvador vai distribuir 500 mil absorventes para 28 mil adolescentes e mulheres com idades entre 11 e 60 anos, que fazem parte da rede municipal de ensino. A ação faz parte do programa Ciclo de Cuidados - Programa de Dignidade Feminina, lançado nesta segunda-feira (22).

Segundo o prefeito Bruno Reis, a ação visa, além de garantir a dignidade menstrual, reduzir a evasão escolar provocada pela menstruação. As beneficiadas vão receber 16 absorventes todo mês, ajudando na continuidade da frequência às aulas.

Além da distribuição do produto, o Ciclo também engloba ensino sobre menstruação, higiene e saúde feminina. Serão distribuídos materiais impressos com orientações sobre o assunto e também haverá a realização de palestras, oficinas e atividades de conscientização sobre a saúde feminina.

De acordo com o prefeito, serão investidos anualmente cerca de R$700 mil na compra de absorventes. "A prefeitura acredita na educação e na transformação que ela pode fazer. Também sabemos que muitas dessas meninas chegam a abandonar a escola por falta do absorvente. Hoje, em Salvador, temos cerca de 20 mil famílias que perderam a condição de pagar escolas e creches, por conta da pandemia, e que estarão em nossa rede municipal no próximo ano, e estaremos preparados para esta demanda", afirmou Bruno Reis, durante o lançamento do projeto.

Também estiveram presentes na ocasião a vice-prefeita e secretária de Governo (Segov), Ana Paula Matos, idealizadora do programa, e os secretários Marcelo Oliveira (Educação) e Fernanda Lordêlo (Políticas para Mulheres, Infância e Juventude). 

Idealizadora do projeto, a vice-prefeita destaca a importância da ação para a dignidade de adolescentes e mulheres na capital baiana. "Este é um evento de extrema importância, pois trata da dignidade menstrual, principalmente na escola, onde a evasão por falta de recursos para compra de absorventes é uma realidade mundial em países em desenvolvimento, inclusive dificultando a vida reprodutiva, devido ao uso indevido de materiais inadequados, como papel jornal, dentre outros. Esta é uma ação pioneira, um primeiro passo e Salvador mais uma vez saindo na frente no fortalecimento das políticas sociais do município", declarou.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.