Domingo, 19 de Setembro de 2021
(71) 99663.6360
Esporte E. C. Bahia

Vitória não contará com dupla titular da zaga diante do Brusque

Wallace e Mateus Moraes disputaram todos os jogos com Wagner Lopes

13/09/2021 15h09
Por: Keila Abreu
Felipe Oliveira
Felipe Oliveira

O estado de tensão no Vitória é constante. Após a derrota por 2x1 de virada para o Remo, o rubro-negro precisará se desdobrar durante a semana para formar uma nova dupla de zaga. A titular, formada por Wallace e Mateus Moraes, recebeu o terceiro cartão amarelo e será desfalque contra o Brusque, sexta-feira (17).

O resultado negativo diante do Remo ocorreu em pleno Barradão, pela 23ª rodada. Ao deixar escapar os três pontos que estavam encaminhados no intervalo daquela partida, o Leão prolongou a sua estadia na zona de rebaixamento da Série B. São oito rodadas seguidas no Z4.

Para piorar, o Vila Nova, que aparecia em 16º lugar, com os mesmos 23 pontos do Vitória, abriu vantagem. Ao bater o Náutico na sexta-feira, o time goiano foi a 26 pontos e pulou para 15º. O adversário direto do Leão agora é a Ponte Preta, que perdeu no sábado para o Cruzeiro e ficou com 25, dois a mais que o rubro-negro.

Para reverter esse cenário negativo, o Vitória precisa ganhar do Brusque fora de casa, na cidade homônima, em Santa Catarina. O adversário está em franca queda na tabela: há nove jogos sem vencer e ocupa a 14ª posição, com 27 pontos.

Quanto ao problema que está por vir, em pouco tempo Wallace e Mateus Moraes viraram peças-chave para o treinador Wagner Lopes. Mesmo mudando de posição – Mateus foi improvisado na lateral esquerda contra o Operário, pela 22ª rodada -, os dois foram titulares em todos os seis jogos do técnico no clube.

A confiança não é à toa: a dupla ajudou Wagner a melhorar o rendimento e as atuações de um setor crucial para a equipe. Até a estreia do treinador, contra o CRB, na 18ª rodada, o Vitória havia sofrido 17 gols em 17 jogos, média de um por partida. Desde então, foram quatro gols em seis jogos, média de 0,66.

“Agora a gente vai sentar, rever o jogo, pontuar acertos e erros. Temos que analisar bem a saída desses jogadores, ver quais são as melhores opções”, disse Wagner Lopes sobre os desfalques, na entrevista logo após o duelo com o Remo.

“O elenco, vocês todos conhecem, sabem quais são as características de todos os jogadores, então a gente vai observar quem vai fazer a melhor semana e qual será a melhor estratégia que vamos usar contra o Brusque para poder montar a equipe”, completou.

As opções não são muitas. O substituto mais óbvio é Thalisson Kelven, que atuou em cinco jogos do Leão na Série B e é reserva imediato da dupla titular. Ele, inclusive, jogou ao lado de Wallace contra o Operário, quando Mateus foi colocado na lateral esquerda.

O problema é o companheiro de Kelven. Marcelo Alves, titular absoluto no começo da temporada, seria o nome. Porém, ele ainda não se recuperou de lesão numa das coxas. No treino de sábado, ele não trabalhou com bola.

Sobra, então, João Victor. O defensor foi titular em três jogos do Leão na Série B, nenhum deles sob comando de Wagner Lopes. Titular ao longo da temporada 2020, ele perdeu espaço no elenco após uma sequência de más atuações e de críticas dos torcedores.

O restante da equipe titular contra o Remo está à disposição do treinador. Lopes deve ter o retorno de Raul Prata, que não atua desde o dia 18 de agosto, contra o Vila Nova. O lateral direito se recupera de uma lesão muscular e treinou sozinho na Toca do Leão neste domingo, dia de folga para o elenco.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.