Quarta, 25 de Novembro de 2020
(71) 99663.6360
Coluna Social Carlos Aragão

Covid-19 x Divórcio

Compartilhe nosso artigo em sua rede social ou envie no WhatsApp

04/08/2020 13h26
Por: Maryane Meira Fonte: Carlos Aragão
Ilustrativa
Ilustrativa

 Olá pessoal, tudo bem com vocês? 

Hoje vamos falar de como o Covid-19 está afetando o relacionamento conjugal.       

Segundo Gediel Claudino de Araújo Júnior, o casamento cria um vínculo jurídico e matrimonial entre os noivos, que passam a partilhar “comunhão plena de vidas”. Assumem, ainda, o estado civil de “casados”, assim como passam a ter vínculo de parentesco por afinidade com os parentes um do outro (sogro, sogra, cunhado, cunhada).

Diante do momento em que vivemos o isolamento social por causa do Covid-19, o convívio dos casais ficou bem constante, assim vem gerando grandes conflitos no meio familiar, o que consequentemente gera um aumento significativo nos divórcios.

“Esse isolamento social forçado pela pandemia aumenta o convívio entre os casais e justamente esse aumento do convívio gera conflitos. Por conta disso, a probabilidade de haver mais divórcios é muito maior”, disse Débora Guelman, em entrevista à Rádio Nacional.

Com isso houve um aumento de 40% no número de divorcio na Bahia, entre maio e junho deste ano segundo o Clippng Diário do CNJ.

Número de divórcios na Bahia (fonte: TJBA)

2019

Março: total de 2023, sendo 1305 julgados.

Abril: total de 2108, sendo 1290 julgados.

Maio: total de 2181, sendo 1353 julgados.

Junho: total de 1587, sendo 971 julgados.

Total de março a junho de 2019: 7.899  

 divórcios

 

2020

Março: total de 1483, sendo 538 julgados.

Abril: total de 545, sendo 136 julgados.

Maio: total de 549, sendo 70 julgados.

Junho: total de 769, sendo 95 julgados.

Total de março a junho de 2020: 3.346 divórcios

Existem dois tipos de divórcio no Brasil, o judicial e o extrajudicial. A primeira é onde não há acordo entre as partes, e que envolvam filhos menores ou quando a esposa estiver grávida, pois deve-se alinhar questões com  pensão  alimentícia, guarda da criança e regime de convívio, observando o parecer do Ministério Público, que é o órgão que protege constitucionalmente dos menores de idade. O extrajudicial pode ser registrado diretamente no cartório se houver consenso entre as partes, além de o custo ser menor, a participação do advogado é de fundamental importância para o ato.

Antigamente, para se divorciar, era necessário que o casal estivesse há 2 (dois) anos separados, depois converter a separação em divórcio. Mas isso ficou no passado, hoje o divórcio tem o procedimento bem mais célere e simples.

 

Os documentos necessários para o divórcio extrajudicial são:

 

DOCUMENTOS DOS CÔNJUGES

RG e CPF

Certidão de Casamento Atualizada

Certidão de Pacto Antenupcial e Certidão de Registro do Pacto (se houver)

DOCUMENTOS DOS FILHOS

Certidão de Nascimento ou RG 

DOCUMENTOS DOS IMÓVEIS

Certidão negativa expedida pelo Cartório de Registro de Imóveis;

Certidão negativa referente a tributos municipais (se imóvel urbano);

Certidão negativa expedida pela Secretaria da Receita Federal (se imóvel rural);

Certidão de matrícula atualizada;

Certidão de valor venal / venal de referência.

Documentos dos Automóveis

Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV);

Tabela Fipe.

 

Assim, o divórcio extrajudicial pode ser realizado em qualquer cartório de notas onde é um procedimento simples. O casal, acompanhado por advogado, vai ao cartório com os documentos necessários e dá entrada no divórcio, caso atendido todos os requisitos, pós o processo, é lavrada a Escritura Pública. 

Um grande abraço!

Dr. Carlos Aragão

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Carlos Aragão
Sobre Carlos Aragão
Advogado, especialista em Ciências Criminais pela Universidade de Santa Cruz do Sul. Escreve uma vez por mês.
Mata de São João - BA
Atualizado às 21h36 - Fonte: Climatempo
24°
Muitas nuvens

Mín. 22° Máx. 30°

24° Sensação
8.5 km/h Vento
72.2% Umidade do ar
80% (10mm) Chance de chuva
Amanhã (26/11)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 22° Máx. 28°

Sol com muitas nuvens e chuva
Sexta (27/11)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 22° Máx. 28°

Sol e Chuva
Ele1 - Criar site de notícias